Bem-vindo ao site www.ubebr.com.br, a porta de entrada da União Brasileira de Escritores - Seção Goiás, uma associação de classe de literatos, representativa em âmbito nacional, com personalidade jurídica e patrimônio próprios, de utilidade pública, sem fins lucrativos, sediada na cidade de Goiânia, capital do Estado de Goiás, à rua 21 nº 262 – Centro. Com mais de quinhentos associados, tem como finalidade zelar pelos interesses dos escritores, divulgar a literatura e promover a interação com outras entidades afins.

Em parceria com o poder público municipal, realiza anualmente, além de outros, o Concurso Bolsa de Publicações Hugo de Carvalho Ramos, o mais antigo concurso literário do país. E, em parceria com a Editora Kelps, publica em média doze títulos anuais através das Edições Consorciadas.

Promove eventos culturais como encontros, simpósios, palestras, saraus, lançamentos de livros e outros, que viabilizam o cumprimento das finalidades dispostas em seu estatuto vigente.

Do mesmo modo que as unidades de outros Estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Paraíba, Pernambuco, a UBE de Goiás possui estatuto e regimentos próprios, não existindo, portanto uma União Brasileira de Escritores, mas várias seccionais autônomas, sem nenhuma relação de hierarquia ou interdependência.

Fundada em 4 de abril de 1945, por um pequeno grupo de escritores, entre eles o pernambucano Cristiano Cordeiro Coutinho, o primeiro presidente a ocupar a cadeira e que logo depois retornou a Pernambuco, deixando a presidência da entidade ao vice, o imortal da ABL, escritor Bernardo Elis. Durante algum tempo, as reuniões aconteceram na Avenida Goiás, à sombra de um pequizeiro, árvore nativa do cerrado goiano.

Presidiram a União Brasileira de Escritores seção de Goiás:

Inicialmente denominada ABDE (Associação Brasileira de Escritores), só em 1962 veio a se transformar em União Brasileira de Escritores. Segundo depoimento do acadêmico, escritor e folclorista Bariani Ortêncio, ex-presidente e um daqueles jovens fundadores, a UBE de Goiás foi a primeira entidade no gênero a possuir sede própria no país, adquirida em 1958, na gestão do então presidente Oscar Sabino. No entanto, somente três anos depois, Gilberto Mendonça Teles, então presidente, recebeu as chaves da sala 409 no Edifício Vila Boa na Avenida Goiás, no centro da cidade, o endereço que permaneceu até dezembro de 2000.

Em dezembro de 2000, na primeira gestão de Maria Luiza Ribeiro Naves, a UBE saiu da pequena sala para um espaço mais amplo, alugado pelo município. Em 2001, através de uma parceria com o Governo do Estado e o empresariado goiano, foi adquirida a atual sede.

Presidiram a União Brasileira de Escritores seção de Goiás: Cristiano Cordeiro Coutinho, Bernardo Élis, Eli Brasiliense, José Bernardo Félix de Sousa, Oscar Sabino, José Décio Filho, Gilberto Mendonça Teles; Haroldo de Brito, Waldomiro Bariani Ortêncio, Modesto Gomes, Jaime Câmara, Miguel Jorge, Aidenor Aires, Luiz Fernando Valadares, Kleber Branquinho Adorno, Brasigóis Felício Carneiro, Geraldo Coelho Vaz, Iúri Rincon Godinho, Ubirajara Galli, Luiz de Aquino Alves Neto e Maria Luíza Ribeiro Neves.

Em maio de 2008 foi eleito o escritor Edival Lourenço, tendo como vice Brasigóis Felício e secretário geral Valdivino Braz, com a plataforma de ampliar os programas existentes da UBE, tais como as Edições Consorciadas, Bolsa de Publicações Hugo de Carvalho Ramos, o Porto do Escritor – Vitrine do Autor Goiano e criar um programa de oficinas, palestras, saraus e outros eventos. E assim, no aproveitamento máximo da infra-estrutura deixada pela gestão anterior, investir fortemente na integração de seus membros, respeitando as diferenças e valorizando as.

 

Em nome de toda a diretoria, convido escritores, artistas, professores e a comunidade para navegarem pelo Porto do Escritor.

 

Atenciosamente;

Edival Lourenço