É poeta-escritor, membro da União Brasileira de Escritores – Seção Goiás, desde 1982. É acadêmico fundador da Academia de Letras de Aparecida de Goiânia (ALAG), ocupando a cadeira de número 4, cujo patrono é o escritor Pio Vargas.Nasceu aos 28 de fevereiro e 1959, na pequena cidade de Ivolândia, interior de Goiás. É casado e pai três filhas. Reside na cidade de Aparecida de Goiânia-Goiás. Exerceu a profissão de Técnico em Análises por mais de 25 anos. Cursou Saneamento na Escola Técnica Federal de Goiás, atual CEFET, mas nunca exerceu a profissão e, em 2003, licenciou-se em Letras-Português pela Universidade Federal de Goiás. No ano da conclusão do curso de Letras, 2003, foi aprovado em concurso público para a Secretaria Estadual de Educação e atuou como professor, tanto na rede Estadual de Educação como em algumas escolas particulares, por curto período, mas pediu exoneração após ser aprovado em concurso público para o cargo de Escrivão de Polícia Civil de Goiás, função que exerce atualmente.
           
Publicou quatro livros de poemas: Vida Abundante. Poesia e Teatro, Goiânia: 1987. Ed. Bandeirante;  Abissal Absurdo. Poemas Goiânia: 1990. Editora Bandeirante; Ciclo do Nada. Poemas, Goiânia: 1996. Ed. Pireneus; Sob o Signo de Eros. Poemas, Goiânia: 2007. Coleção Serra das Areias, volume 2. Ed. Academia de Letras de Aparecida de Goiânia. É verbete no Dicionário do escritor Goiano. TELES, José Mendonça. Goiânia: Kelps, 2000, p. 30 e no Dicionário Biobliográfico de Goiás, MARTINS, Mário Ribeiro. Rio de Janeiro: Máster, 1999. P. 76.
             
Participou das seguintes antologias poéticas: A Nova Poesia Brasileira – Volume VIII – Shogun Editora, 1983, Rio de Janeiro –RJ; Escritores Brasileiros – Crisális Editora, 1985, Rio de Janeiro-J=RJ; Palavra Descalça – Edição Muiraquitã – Grafen Editora, 1987, Encantado – RS; Lauréis – Volume III – João Scortecci Editora, 1988, São Paulo-SP; Revista da UBE-GO nº 2 – Ed. Kelps, 1982, Goiânia-Goiás; Chuva de Poesia – Ed. Kelps, 1992, Goiânia-Goiás; Dentre as principais premiações e participações, destacam-se; VI Concurso Ubirajara Galli de Poesia Falada Cidade Pires do Rio – Goiás. Melhor texto com o poema: Poesia de Vida Fácil, 1990; Exposição Poesia no Plástico – Mostra de poemas de 43 poetas goianos, associados da UBE-GO, feita em plástico especial ligth-day, com exposição  em Goiânia e Havana – Cuba. 1992;  Poesia da Tela – Exposição de 15 poemas de autores goianos, ilustrados pelo artista plástico Elifas, em telas de 1x1,5 metros, na técnica acrílica sobre tela, no Museu de Arte de Goiânia. (outubro de 1993).
             
Concursos:  Trofeu Ipê – 1980 – promovido pela Fundação Faculdade de Filosofia da Cidade de Goiás, menção honrosa com o poema Inutilidades; 1º Lugar no concurso Gremi/1980 – realizado na cidade de Inhumas Goiás, com o poema Poesia; 3º Lugar no Gremi/1981 – com o poema Lamentações; 3º Lugar no Gremi/1982 – com o poema Embaixador do Eu; 2º lugar no concurso promovido pela Revista Oásis, com o poema Apologética do medo; Menção Honrosa no Concurso Raimundo Corrêa com o poema Janela, com publicação do poema da antologia Nova Poesia Brasileira, vol. III, Shogun Editora; 1º lugar no Concurso Gregório de matos, com o poema Emenda Substitutiva da Comissão dos direitos individuais, incluso na Antologia Palavra Delcalça, 1986, livraria Pena e Nanquim. Poema vencedor entre 1544 trabalhos inscritos, do Brasil e do exterior; Menção Honrosa no VI Prêmio Scorteci de Poesia, como poema Significado, incluso na Antologia Lauréis, vol. III, João Scortecci Editora (1987); 5º lugar no Concurso de Poesia instituído pela Biblioteca Americano do Brasil, com o poema Itinerário (1988); 3º Lugar no I Fest Fala (Festival Iporaense de Poesia Falada) com o poema “Palanque de vidro.(1988).
             
Projetos: Segunda Aberta – realização da Secretaria da Cultura em Parceria com o Instituto Goiano de Música e Dança e Associação dos Criadores  musicais de Goiás ACRIM. Este projeto levava música e poesia aos bares da cidade de Goiânia (1988); Poesia Circulante – Poemas com temas natalinos, feitos em adesivos, impressos em Silk-Screen e colados no interior dos ônibus coletivos da frota urbana de Goiânia.
 

Leia mais...