Isabel Dias Neves (Belinha) nasceu em Tocantinópolis-TO, em 1935. Cresceu na Fazenda Santana, terra dos seus pais: Marcelina Dias Neves e Luiz Neves. Trabalhou a terra. Foi alfabetizada por sua mãe, que era semi-analfabeta. Freqüentou a primeira escola aos 14 anos. Para se manter na escola teve que quebrar coco. Concluiu o curso fundamental em Porto Nacional-TO. È graduada em Pedagogia pela PUC-GO, tem habilitação em Orientação Educacional pela PUC-RJ onde fez mestrado em Educação. Foi professora do ensino fundamental e médio no Tocantins e em Goiânia. Ingressou, por concurso, na UFG, como professora do curso de Pedagogia. Lecionou Didática e Prática de Ensino na Faculdade de Farmácia da UFG em cursos de pós-graduação. Apresentou trabalhos científicos em 5 congressos nacionais e 1 em Aveiro, Portugal. Foi presidente da Associação dos Orientadores Educacionais de Goiás e secretária nacional do Comitê Pró-Formação do Educador.

Após aposentar-se, em 1991, começou a escrever poemas e a estudar Literatura. Em 1995, publicou seu primeiro livro Fardo florido, em Goiânia. Esta obra foi premiada no concurso nacional Cecília Meireles, promovido pelo UBE, em 1997 e escolhido para o concurso vestibular da Universidade Federal do Tocantins, em 2008. Em 2002, editou Rasas raízes, contos, também em Goiânia. Seu 3º livro, Cinzas acesas, poesia, venceu o concurso do Banco da Amazônia e foi editado em 2005, em Palmas.

Em 2009, lançou Laços inversos, romance, em Goiânia. Cinzas acesas foi selecionado pela Secretaria Municipal de Cultura de Goiânia, compondo a coletânea Goiânia Prosa e Verso de 2009. No Ano do Brasil na França, 2005, dez poemas do livro Fardo florido foram traduzidos para o francês, integrando o fascículo SOMAIRE LITTÉRAIRE DU TOCANTINS, junto com dois outros escritores do Tocantins. O poema Retrato em tela, de Cinzas acesas, foi traduzido para o francês e publicado na Revista Traction – Brabant, de 15/6/09. É membro da UBE-GO, da ANE-DF e da Academia Tocantinense de Letras da qual foi presidente no triênio 2005-2007. Na sua gestão, realizou Concursos de Poesia nas Escolas Públicas de Palmas e I Concurso Nacional de Poesia, tendo prefaciado as respectivas Antologias. Coordenou a elaboração da I Revista da ATL

Foi premiada nos seguintes concursos literários: II PRÊMIO BEG de Literatura, 1994; CONCURSO DE CONTOS VENERANDO DE FREITAS BORGES, Goiânia, 1997; IV PRÊMIO SESI TOCANTINENSE DE CONTOS, 1999. Suas obras integram 10 Antologias Literárias/ Coletâneas.

Em 2008, proferiu palestra sobre a QUEBRA DO COCO BABAÇU, na Academia Carioca de Letras, a convite da presidência. Tem prefaciado obras e elaborado textos para orelha de vários escritores, inclusive, do livro de poemas - PASSEIO NO TOCANTINS, de Stella Leonardos.

Obras: Fardo florido e Laços inversos nos IV e V Salões do Livro do Tocantins, em Palmas, e Cinzas acesas na II Literamérica, em Cuiabá, Mato Grosso.

Atualmente, trabalha na elaboração de 3 livros: poesia, contos e romance.