É advogada  e  graduada em  Letras Vernáculas pela Universidade Católica de Goiás,  Mestre em Literatura Brasileira pela UFG,  Doutora em Teoria Literária pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Campus de São José do Rio Preto e  Pós- Doutora pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro  PUC/ RIO.  É docente do Curso de Letras da Universidade Católica de Goiás. Coordena o curso de Comunicação e Gestão de Pessoas na Pós-Graduação Lato Sensu  da UCG e é Coordenadora  Mestrado em Letras  em Literatura e  Crítica Literária da UCG. É líder de um Grupo de Estudos Literários.

Também lidera de Grupo de Pesquisa  sobre “A linguagem Jurídica,   Direito e Literatura”. Coordena uma Linha de Pesquisa: “A transfiguração da injustiça e o silêncio obra de Carmo Bernardes e Bernardo Élis”. Faz parte, como pesquisadora, do projeto de pesquisa “O Romance em Goiás”. Desenvolve um estudo sobre “A teoria da linguagem poética” sobre o qual tem ministrado muitas palestras em Congressos e Encontros Literários e Científicos por todo o Brasil e outros países.

Publicou, O signo de Eros na poesia de Gilberto Mendonça Teles (2005)  Leitura & Poesia do Barroco ao Simbolismo (2007) Leitura & Poesia do Pré-modernismo ao Modernismo (no prelo).Três Líricas Perfomativas (2008) (Coleção Verso e Prosa) Coordena a Coleção  Literatura para PAS/UnB. É autora do trabalho sobre a poesia de João Cabral de Melo Neto intitulado O Discurso do Rio em João  Cabral (Tese de Doutorado) (no prelo). Publicou mais de noventa  artigos de crítica  em jornais e revistas de Goiás e de outros Estados. Publica ensaios literários  no jornal O Popular  de Goiânia (Participa, desde 1990, da equipe que escreve O Vestiletras).

Em 2004, estreou autora de obras  para o público infanto-juvenil  com o reconto de fadas O castelo de Branca de Neve. Publicou em 2006 Histórias que  vovó Maria contava – uma coletânea de três narrativas: Renato e as bananas Ourinhos,  O papagaio e a rocodela  e Sopa de pedras –  e  em 2007 A sopa de Viaro e outras estórias. Escreveu ainda O bezerro e a rainha (2009), A pedra furada (2009) e Os cabelos de Rebeca ( 2009) .  Além dos grupos de pesquisas, pertence  a várias  associações culturais.