Nasceu em Paratinga, BA, no dia 17 de outubro de 1940. Filho de Theodomiro de Campos Magalhães e Eliza Filgueiras de Magalhães. Bacharelou-se em Medicina pela Universidade Federal de Goiás. Fez parte da equipe da revista Projeto Práxis, onde publicou vários de seus trabalhos. É um dos membros da instauração do Movimento Práxis em Goiás. Tem se destacado como crítico de teatro, literatura, cinema, artes plásticas e história da arte. Professor na Faculdade de Medicina de Goiás e Conselheiro de Cultura do Município de Goiânia. Pertence ao Instituto Histórico e Geográfico de Goiás. Obra – Matéria Prima, texto-poema práxis. Goiânia: Departamento Estadual de Cultura, 1968; Via Viagem, romance. Goiânia: Departamento Estadual de Cultura, 1970; Daniel, contos. Goiânia: Oriente, 1976; O Jogo dos Reis, teatro. Goiânia: Oriente, 1978; Eros, poesia. Rio de Janeiro: Presença, 1986; Quarks, poemas. Goiânia: Editora da UFG, 1993; Lampião, texto-poesia para ópera. Publicado na Revista Goiana de Artes.