Desde que me entendo por gente que vejo “adultos” dizerem que a violência está assustadora!! Acompanhando noticiários, redes sociais, ou até mesmo “jogando conversa fora com amigos”, seja num local público qualquer ou em reuniões em casa mesmo, todos relatam o mesmo: “avassaladora a violência que chegamos nos ‘tempos modernos’”!


    Incrível, não!? Quando eu era criança (e nem faz tanto tempo assim, digamos - risos), ouvia isso de meus avós, pais, tios e hoje sou eu mesma em roda de amigos e familiares a repetir. Seria um círculo vicioso? Ou apenas uma falta exacerbada de educação, políticas públicas, noção de Deus e de família, etc., etc., etc.?


    Tento observar, ficar atenta à minha volta, pois graças a Deus, sou um ser pensante e uma cidadã que se preocupa comigo, com o próximo e com o todo, de maneira geral. Fui educada, e muito bem educada, diga-se de passagem, para isso. Precisamos começar pensando algo simples, que todos sabemos, mas que infelizmente, nem todos praticamos: “se está ruim pra mim, óbvio que está ruim pra muita gente também!” E parar de pensar no individualismo egocêntrico: “se está bom pra mim, o resto que se exploda!” E nem é muito difícil reparar isso nos dias de hoje!


    Vejo pais que saem cedo de casa, para lutar pelo “pão de cada dia”, e voltam só à noite, exaustos, cheios de problemas, de desilusões, de desgostos, e sequer conseguem reparar no crescimento de seus filhos, na falta de educação que apresentam, de noção de respeito. Pai e mãe hoje em dia são apenas “reprodutores”, “fazedores de filhos”! Crianças lindas, inteligentes, e completamente SEM LIMITES! Querem ter tudo a tempo e a hora, e isso causa graves transtornos psicológicos para tais crianças, que irão se tornar a pior espécie de adulto possível: egoísta, egocêntrica e podem até desenvolver algum tipo de distúrbio mais grave, como a sociopatia (características: o desprezo pelas obrigações sociais e a falta de consideração com os sentimentos dos outros). Gente exageradamente sem caráter, sem formação familiar, sem noção de educação e respeito aos mais velhos, ao próximo ou até a si mesmos. (Graças a Deus ainda vejo pais que pensam de maneira diferente, que trabalham duro sim, mas que são atentos aos seus filhos, seus lares).


    Creio ser este tipo de gente, sem escrúpulos, ou sem muita atenção dentro de casa, aliada à fome, a miséria, a completa falta de educação, de berço, de noção, que começa a procurar seus “escapes”, seu jeitinho de deixar a vida os levar, e acabam sendo levados pela vida. Buscam constantemente a felicidade, não de dentro pra fora, mas uma felicidade que significa, de uma forma totalmente distorcida, se satisfazerem de qualquer forma, a qualquer custo, rindo dos outros, batendo nos outros, ateando fogo em mendigos, se julgam inatingíveis, e querem a qualquer custo, “limpar do mundo” tudo o que os incomoda: gente feliz, professores, pais e avós, moradores de rua, esposa, filhos..etc.” Sequer se dão conta que estão na contramão do mundo, na contramão de Deus, na contramão da ética! Pois moral, nunca souberam mesmo o que poderia ser!


    Basta acompanhar os vários noticiários para se ter uma noção pequena do caos: violência contra mulher, violência contra idoso, violência contra crianças, tráfico de drogas, tráfico de pessoas (mulheres, bebês, crianças), violência no trânsito, menores infratores, etc.


Conversando hoje com um grande amigo meu, delegado de polícia, além é claro de várias conversas com os policiais militares que se de dividem na ronda no bairro onde moro, vejo o quanto estamos frágeis! Polícia e sociedade estão cansadas do excesso de violência, do excesso de viciados à solta nas ruas aprontando e “colocando a culpa nas drogas”. Como diz um outro grande amigo e sábio advogado: “vagabundo quer aprontar e coloca a culpa nas drogas, pois sabe que assim se livra de grandes punições!” Concordo com todos! Chega de abuso!! Chega de aceitar leis frágeis, com menores infratores soltos, reincidentes de crimes, muitas vezes gravíssimos, colocarem a culpa no “crack”, ou qualquer outra droga existente!


    Chega de ver maiores chefes de quadrilhas, organizando e chamando menores para o crime, os utilizando como “laranjas” para se livrarem das penas, ou sequer aparecerem, e deixar toda culpa neles, pois a pena é branda. Eu diria que a pena pra menores infratores hoje nem é branda, é uma AVÓ de tão branda!!


    Chega de ver policias perdendo a vida para defender a sociedade e ter um salário indigno! Chega de ver a falta de noção de pais defendendo filhos marginais da culpa de crimes, dizendo que “estavam apenas querendo se divertir, não fez de propósito”! A culpa de o seu filho ser MARGINAL (aquele que anda as margens da lei) é SUA PAI E MÃE! A falha é de vocês, que não deram a mínima noção de certo e errado, de sim e não, que não ensinou ao seu filho o valor das coisas e sim o preço! Quem ama educa! E acreditem, eu creio ser muito melhor um filho levar uma palmada em casa do que crescer e levar cacetada da polícia na rua, estou errada!?


      O aumento da violência se dá por falta de educação, de um lar, de noção de família (hoje em dia casamento não serve pra mais nada, é uma instituição falida! É? Legal, então o que leio na Lei de Deus, vulgo bíblia, está equivocado! É isso então, Deus se equivocou!?), por falta de respeito, de amor ao próximo e a si mesmo! Drogas existem, sempre existiram, mas uma coisa é fato, ninguém precisa usar drogas para fazer o que tem mente, para transformar seus sonhos de horror em realidade. Usam para “escapar” do mundo, e como não conseguem, agridem quem por aqui sabe viver e busca viver da melhor maneira possível.


    Você não gosta do seu trabalho como cuidadora de idosos!? Ótimo, VÁ ESTUDAR, SE MOVA, DEIXE DE PREGUIÇA e procure algo que goste, ao invés de aceitar o trabalho e surrar todos os dias uma pessoa que não consegue se defender.


    Você se acha injustiçado no seu trabalho, não recebeu a promoção que queria!? Lindo, VÁ ESTUDAR, SE ESFORCE UM POUCO MAIS! DIMINUA O NÍVEL DE ALCOOL NO SEU ORGANISMO, e deixe de ser RIDÍCULO e chegar em casa e dar uma surra em sua esposa, e de quebra nos filhos que viram tudo e começaram a chorar, pra eles “aprenderem” a não chorar por “bobagem”!


    Você é tímido e não consegue falar em público!?? SE VIRE! Se sua timidez te atrapalha, VÁ ESTUDAR, e tente mudar sua situação. Usar drogas não vai te deixar mais bonito, nem atraente e muito menos irá te trazer o dicionário Aurélio ou de boas maneiras. Você apenas se tornou inconveniente e mais sem noção do que pensava que era. Se toque!


    Você não gosta de crianças gritando na sua cabeça!?? Mesmo!?? Que fofura! Então por quê abriu logo uma creche pra cuidar dos filhos que nem seu eram!? Ah..é claro! Pra quando os pequenos inocentes de 1 a 3 anos chorarem, você poder se vingar e usar de sua ira, e passar as mãozinhas deles na parede, bater na cabecinha deles, deixar com fome...e quando os pais chegarem, você olhar com a cara mais cínica do mundo e ainda ter a coragem de cobrar por seu “belo serviço”! Acho que uma pessoa dessas nem indo estudar resolve..talvez uma pena de more seria o caso! Cadeira elétrica, assim, de leve, quem sabe né!?


    Creio eu, que para todo mal, toda forma de distúrbio social, a educação seria o melhor caminho. Mas e agora, com dinheiro de impostos desviados, políticos mensaleiros, e demais desgostos, como fazer? Começar dentro de casa seria excelente! Pensem nisso!

  * Renata Palazzo, Bacharel em Direito, Pós Graduada em Direito Civil e Processo Civil, Aluna do Curso de Doutorado em Direito Civil da UBA, Escritora – A Solidão do Lobo, e Consultora Jurídica.